Monitores de Escolas de Música de Bandas Filarmónicas

FORMAÇÃO ONLINE

Nota introdutória: 

MONITORES DE ESCOLAS DE MÚSICA DE BANDAS FILARMÓNICAS.

Quando a criança, o/ a jovem adolescente ou adulto (homem ou mulher), procuram a Escola de Música de uma banda filarmónica, fazem-no com um objetivo em mente: aprender; o qual pode influir na relação que o potencial aluno/ a possa vir a estabelecer com a Música, ao longo do seu processo de aprendizagem, com um caminho a percorrer, preferencialmente como uma orientação pedagógico - didática capaz e efetiva, a qual pretende-se que seja duradoura e progressiva, visando o seu ingresso na banda, enquanto músico dos seus quadros.

A presente Formação Online de Monitores de Escolas de Música de Bandas Filarmónicas, com média duração - 20 horas, visa por um lado uma reflexão sobre estratégias e princípios metodológicos adaptados ao ensino da música que é efetuado nas Bandas, tendo como base práticas pedagógicas efetivas e metodologias de ensino, as quais possam permitir a estruturação de um "projeto educativo" sólido, no que concerne à sua ação pedagógica visando os seguintes aspectos: Quem ensina? Como se ensina? Que escolhas são feitas sobre o que ensinar e quando ensinar? Por outro lado,pretende-se que o projeto educativo tenha um caráter vital, estruturante e preponderante, sendo a âncora de suporte da sua Banda Filarmónica (enquanto elemento difusor da cultura musical de uma comunidade local, regional ou de um país, com a sua identidade própria), com uma dinâmica social, cultural e musical, FORTE, rejuvenescida nos seus quadros, tanto ao nível humano, como ao nível do seu conhecimento, com impacto na comunidade onde está inserida, potencializando a sua aproximação às pessoas. 


OBJETIVOS DA FORMAÇÃO:

· Capacitar o monitor de Escola de Música com estratégias de ensino adaptadas ao público - alvo com quem desenvolve a sua atividade de ensino, numa perspetiva didática e pedagógica.

· Dotar o monitor de Escola de Música de ferramentas e estratégias pedagógicas que visam a sustentabilidade e o progresso da sua ação de ensino.

· Potencializar o conhecimento adquirido e enriquecer o mesmo, tomando como ponto de partida o que já sabe e aquilo que poderá aprender, para, posteriormente ensinar aos seus futuros pares de banda.

· Criar pontos de interesse que visam fomentar o entusiasmo, acicatar o interesse e fomentar a união, em prol da sustentabilidade das Bandas Filarmónicas/ Bandas de Música.

· Desenvolver competências básicas, mas essenciais nos processos de: planificação, aplicação, concretização e desenvolvimento de projetos artísticos de componente didática.

· Acicatar o interesse sobre a importância de desenvolver um trabalho de equipa eficaz, em prol do desenvolvimento de um projeto artístico - pedagógico de qualidade. 

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS:

Os conteúdos programáticos apresentados serão desenvolvidos por unidades didáticas (Unidade 1 até à Unidade 10), as quais irão comportar os tópicos essenciais a serem abordados ao longo da nossa formação.

Antes de apresentar cada Unidade Didática, gostaria de definir a palavra didática.

DIDÁTICA é a arte, a técnica ou a habilidade com que se ensina, visando o público - alvo.

UNIDADE DIDÁTICA 1: Conceitos e linguagem, no contexto musical.

O ensino de conceitos visando a sua aplicação prática, no contexto musical.

A adaptação da linguagem utilizada no processo de ensino ao público - alvo.

UNIDADE DIDÁTICA 2: Leitura Musical.

Quais os conceitos inerentes ao processo de leitura musical?

Quais as estratégias a utilizar para a compreensão de conceitos?

Como desenvolver um ensino de leitura musical eficaz, fomentando a interiorização dos conceitos inerentes ao processo (numa perspetiva teórico - prática)?

UNIDADE DIDÁTICA 3: Perceção sono - musical.

O que é?

Qual a sua importância?

Qual a relação que se estabelece com a leitura musical?

Qual a sua aplicação prática?

Qual é o seu contributo, no desenvolvimento da perceção sonora do aluno/a, futuro músico da banda?

UNIDADE DIDÁTICA 4: Teoria Musical.

Qual a sua importância, num contexto de banda filarmónica/ banda de música amadora?

Quais os conteúdos, considerados primordiais para uma prática musical bandística eficaz e qualitativa?

Qual o objetivo da teoria musical na formação de um futuro músico de banda filarmónica/ banda de música, num contexto amador?

Qual a importância de compreender a música enquanto linguagem, com um código/ alfabeto próprio?

Quais as estratégias e/ou princípios metodológicos que poderemos aplicar?

UNIDADE DIDÁTICA 5: Prática instrumental.

Qual o tipo de relação que se estabelece entre a Teoria e a Prática?

O que a criança/ jovem/ adulto procuram na prática instrumental?

Como deve ser gerido o processo motivacional do/a aluno/a?

O que é que o/a aluno/a procura?

Quais os objetivos primários? Consolidação de conceitos?

Qual o caminho que queremos percorrer?

Qual é o grande objetivo?

UNIDADE DIDÁTICA 6: Prática de música de conjunto: banda infantil, banda infanto-juvenil ou banda juvenil.

Quais as semelhanças e diferenças entre: prática instrumental a solo e prática instrumental em conjunto?

Qual a necessidade de sistematização de conceitos, visando a prática musical dos mesmos, em conjunto?

Qual a importância que uma banda infantil/ infanto-juvenil, poderá atingir na concretização de um projeto educativo sustentado? Faz sentido a sua existência? Qual o seu propósito?

Qual a ponte que se estabelece entre a banda juvenil e "grande banda"?

Quais os encontros que se podem estabelecer entre banda juvenil e a "grande banda"?

O que é a "grande banda"?

Existe repertório adaptado a bandas juvenis? Qual a literatura disponível? Qual o caminho que se pretende seguir? Qual a sua abrangência? Qual a sua finalidade?

UNIDADE 7: Prática de música de conjunto: coro infantil, coro infanto - juvenil, coro juvenil ou coro de adultos.

Qual a utilidade da prática vocal/ coral num contexto de escola de música de Banda Filarmónica?

Qual poderá ser a sua função dentro do ensino da música ministrado na Escola de Música da Banda Filarmónica?

Qual a influência exercida, pela prática vocal de conjunto, no desenvolvimento auditivo de um aluno/a?

Quais os resultados que podem ser obtidos, tendo em vista a rentabilização de recursos?

UNIDADE 8: o papel do coordenador da escola de música da banda filarmónica.

Qual poderá ser o papel desenvolvido pelo maestro, enquanto "gestor" do "projeto educativo" da Escola de Música da banda filarmónica, que dirige?

- Bom líder ou mau líder?

- Gestor ativo ou gestor passivo?

- Sozinho ou em equipa?

- Ação efetiva e determinada, assente em objetivos reais?

- Ação efetiva e determinada, assente numa estratégia?

Como é que o maestro da "grande banda" é visto pelos seus futuros músicos?

- Bom pedagogo? Dotado com uma boa capacidade didática?

- Bom comunicador?

- Altruísta?

- Tem facilidade em estabelecer empatia com os demais pares?

- Só ele "é que sabe"? Ou fomenta a partilha, a busca e troca de conhecimento, com os demais pares de equipa: os monitores da escola de música?

UNIDADE 9: projetos artísticos passíveis de criação, aplicação e desenvolvimento, tendo como ponto de partida a Escola de Música da Banda Filarmónica.

Quais os procedimentos a ter em linha de conta na construção de um projeto artístico?

- Ideia utópica ou ideia realizável?

- Aplicável à realidade em causa, com uma finalidade bem evidente?

Qual a tipologia de projetos artísticos que podem ser desenvolvidos, tendo em vista o incremento e desenvolvimento da Escola de Música da Banda Filarmónica/ Banda de Música?

Qual o tipo de conexões que podem ser estabelecidas com outros projetos artísticos, no seio da Banda, enquanto instituição e com o exterior?

UNIDADE 10: Recursos didáticos ao serviço dos monitores de Escolas de Música de Bandas Filarmónicas.

Será que é importante refletir sobre os recursos didáticos existentes?

Qual poderá ser a sua aplicação, num contexto prático?

Qual poderá ser a influência das novas tecnologias no incremento e potencialização do ensino da música nas Escolas de Música das Bandas Filarmónicas?

Qual a tipologia de materiais didáticos que poderão ser usados, tendo em linha de atenção, o público-alvo? 

 

CONDIÇÕES DE ACESSO À FREQUÊNCIA DA FORMAÇÃO ONLINE:

Formação Online de Monitores de Escolas de Música de Bandas Filarmónicas.


TURMA 2 - NÍVEL 1 - ABERTURA DE INSCRIÇÕES A 1 de Setembro 2020

MODO DE FUNCIONAMENTO:

Sessões semanais em horário síncrono a partir da plataforma: Zoom (plataformas complementares: google classroom ou gloogle meet; e google drive), com envio de link com password de acesso, a qual será enviada via email, no início de cada mês de formação, após a receção do comprovativo de pagamento da mensalidade (caso seja a opção identificada pelo formando).

Cada sessão semanal, será gravada e ficará acessível, para que os formandos possam visualizar ou rever sempre que o entenderem.

A formação divide-se em 10 unidades didáticas, bem úteis e pertinentes, cujos conteúdos programáticos podem ser consultados em: maestrojoserodrigues.webnode.pt/formacoes-online/

Ao longo da formação serão disponibilizados materiais/ recursos didáticos, os quais, terão utilidade na prática didática de cada formando. Estes materiais/ recursos didáticos são exclusivos da nossa formação.

No final de cada unidade didática, será sempre realizado um pequeno questionário referente ao conteúdo programático abordado.

TIPOLOGIA DAS SESSÕES:

As sessões apresentam um caráter teórico, teórico - prático, debate, partilha de conhecimentos, testemunhos de boas práticas, sessões de esclarecimentos de dúvidas e oradores convidados em regime de webinar exclusivo à turma.

DISPONIBILIDADES:

O formador encontra-se disponível para esclarecimentos de dúvidas, sempre que estas existirem, conduzindo os formandos por vivências e experiências fantásticas, as quais possam contribuir para a mudança de paradigma.

TRABALHOS:

Ao longo da formação serão propostos pelo formador, a concretização de alguns trabalhos, visando sempre a aplicação prática, os quais serão enviados por email e posteriormente será enviado um feedback com apreciação efetuada pelo formador.

CONDIÇÕES DE ACESSO:

A frequência da formação é destinada a todas as pessoas ligadas à atividade bandística comunitária e não só, bem como aquelas pessoas que desenvolvem a sua prática de ensino em Escolas de Música de Bandas e aos demais interessados e apaixonados/ as pelas bandas filarmónicas/ bandas de música.

LIMITE MÁXIMO DE INSCRIÇÕES: 15 participantes.

LIMITE MÍNIMO DE INSCRIÇÕES: 10 participantes.

- Custo total da formação: €150 euros (*)

- Há opção pagamento mensal: €50 mês.

NOTAS ADICIONAIS:

O envio do formulário de inscrição, por si só, não é garantia de efetivação da inscrição na frequência da Formação Online em Monitores de Escolas de Música de Bandas Filarmónicas.

Todos os formandos devem efetuar uma pré-inscrição recorrendo ao formulário que deve ser devidamente preenchido; a partir da qual serão enviados os dados para efetivação de pagamento e conclusão de inscrição.

A inscrição só fica efetivada com o envio do formulário de inscrição devidamente preenchido e comprovativo de pagamento referente à totalidade do pagamento da formação ou à mensalidade (ficando à consideração de cada formando).

O envio de documentação referente à inscrição na frequência da formação deverá ser enviado para: maestrojoserodrigues78@gmail.com

Os pagamentos devem ser efetuados até dia 3 de cada mês (caso o formando opte pela opção de pagamento mensal), compreendendo o período correspondente à frequência da formação. Devem enviar sempre o comprovativo de pagamento para o email: maestrojoserodrigues78@gmail.com

NOTA IMPORTANTE: o incumprimento do pagamento das mensalidades provoca o cancelamento imediato no acesso à Formação Online Monitores de Escolas de Música de Bandas Filarmónicas.

Com os melhores cumprimentos,

José Rodrigues

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO:

Formação Online de Monitores de Escolas de Música de Bandas Filarmónicas.

https://forms.gle/3JRUu36WZuFoxCi2A

FORMA DE PAGAMENTO: 

- Por transferência bancária: 

PT50 0010 0000 5607 9950 0017 4 

(no comprovativo deverá vir indicado o nome do formando)